O uso de nimesulida de acordo com a Anvisa!


A nimesulida expõe os doentes a lesões hepáticas fatais. Quando um medicamento anti-inflamatório não esteróide é necessário, é melhor usar um com um equilíbrio benefício-dano favorável, como o ibuprofeno. As autoridades da UE não protegem os consumidores.
A Anvisa considera inaceitável que a nimesulida tenha sido autorizada a permanecer nos mercados europeus e em alguns outros mercados do mundo. Este medicamento anti-inflamatório não esteróide não oferece nenhuma vantagem terapêutica ou melhor segurança gastrointestinal em comparação com outros AINEs, ao passo que expõe os doentes a um risco mais elevado de distúrbios hepáticos fatais.

A nimesulida nunca foi aprovada para uso em países como EUA, REINO UNIDO, canadá, austrália, Nova Zelândia, Japão e outros países, devido a preocupações sobre seu perfil de segurança.
Em 2002, a Finlândia e a Espanha retiraram a nimesulida do mercado na sequência de notificações de danos hepáticos graves. Na altura, também tinham sido notificados casos, incluindo 2 mortes em França. A Irlanda e Singapura decidiram retirar a nimesulida do mercado em 2007.
A Agência Europeia de medicamentos confirmou os riscos hepáticos associados à nimesulida em 2007, mas limitou apenas a duração do tratamento, deixando os doentes expostos a um risco fatal injustificável. Estas medidas tímidas são tanto mais inaceitáveis quanto numerosos outros AINE disponíveis são igualmente eficazes e menos perigosos.
Como é que a maioria dos relatores dos Estados-membros da UE que reavaliaram a nimesulida concluiu que o produto deve permanecer no mercado? Por que razão existe tal incoerência entre os Estados-membros da UE?
O Comitê dos medicamentos para uso humano (CHMP) avaliou os danos causados pela nimesulida em segredo total e é totalmente inaceitável que as autoridades de saúde da UE decidam limitar apenas a duração da utilização sem apresentar a fundamentação subjacente a esta decisão.
A relutância da Comissão Europeia em Retirar a nimesulida leva a que os cidadãos da UE sejam injustificadamente expostos a danos evitáveis.
A nimesulida tem de ser proibida na União Europeia e no resto do mundo.

Comentários

Postagens mais visitadas